XD Classificados Facebook Twitter

Esportes

imagem

Edu Persí

Cantor, compositor e ator.

imagem

Texturacor Xerém

Um novo conceito.

imagem

Aurora Design & Comunicação

imagem

Barbearia Do Maia

- Cortes à máquina.


Esportes

foto

Foto: Divulgação (Ferj)

Tigres é derrotado pelo Boavista, e perde a chance de ir à final da Copa Rio


O Boavista está na final da Copa Rio. Na tarde da última quarta-feira (13), no jogo de volta das semifinais, o Verdão bateu o Tigres do Brasil por 3 a 1, de virada, no Estádio Elcyr Resende de Mendonça, em Saquarema. Além de se garantir na decisão, o time da Região dos Lagos carimba passaporte a uma competição nacional em 2018: Copa do Brasil ou Série D.

Apesar do Tigres ter saído na frente, com Raphael Carioca, o Boavista contou novamente com o artilheiro Felipe Augusto inspirado. Ele marcou duas vezes e virou o marcador. Willian Maranhão, já nos acréscimos da segunda etapa, decretou o placar final a favor dos donos da casa.

Na finalíssima o adversário do Boavista será o Americano, que eliminou o São Gonçalo. Os duelos serão nos dias 21 e 27. Sorteio na quinta-feira (14), na sede da FERJ, definirá a ordem dos mandos. O campeão escolhe se irá disputar Série D ou Copa do Brasil. O vice fica com a vaga restante.

LÁ E CÁ: 1 a 1 NA METADE INICIAL

A semifinal começou animada em Saquarema, com boas chances de ambos os lados. Dono da casa, o Boavista criou primeiro. Caio encheu o pé, mandando por cima do goleiro Léo. Aos 17, em descida pela direita, o Verdão assustou novamente. Leandrão estava pronto para fechar, mas Oliveira apareceu de forma providencial, evitando o gol.

A parada técnica veio em boa hora para o Tigres, que voltou mais atraente no campo de ataque. Em cobrança de falta executada por Bruninho que parecia cruzada na área, a bola tomou a direção do gol, acertando a trave. Dudu também arriscou de longe e quase encobriu Rafael, que se recuperou a tempo.

De tanto insistir, o Tigres saiu na frente do placar aos 34 minutos. Bruninho, em descida pelo lado direito, cortou para a perna canhota e cruzou na medida. Bem posicionado, Raphael Carioca só ajeitou o corpo e executou a cabeçada no contrapé de Rafael: 1 a 0 para a Fera de Xerém, que àquela altura já estava com o treinador Emanoel Sacramento expulso, por reclamação.

Soberano, o Tigres dava amostras de que iria para o intervalo com a vantagem no placar. No entanto, aos 45 minutos, brilhou a estrela de Felipe Augusto. Artilheiro da competição, ele recebeu passe açucarado de Leandrão, que curtiu uma de armador. Na saída do goleiro, toque sutil, que colocou 1 a 1 no placar.

GOL RELÂMPAGO E VIRADA DO VERDÃO

Na volta do intervalo, Eduardo Allax apostou na entrada de Lucas na vaga de Caio. E deu certo logo com 40 segundos. O meia levou a bola à linha de fundo e cruzou na medida para Felipe Augusto. O iluminado artilheiro do Verdão testou firme, marcando o segundo dele, virando o placar para 2 a 1.

Necessitando ao menos do empate, Emanoel Sacramento abriu mão do esquema com três zagueiros, sacando Matheus Avelar e colocando o meia Miguel. Só que a Fera estava menos inspirada na etapa complementar. Melhor para o Boavista, que se mantinha na frente do marcador e ainda criando as melhores oportunidades. Leandrão e Julio Nascimento passaram perto de ampliar a contagem.

O último suspiro do Tigres foram as entradas de Rafael Lima e Diego Salaes. O primeiro, mesmo sendo zagueiro, cumpriu a função de centroavante. A Fera esboçou uma pressão em busca do gol que garantiria a vaga na final, mas no contragolpe foi o Boavista que marcou. Willian Maranhão recebeu dentro da área e encheu o pé: 3 a 1 e Boavista garantido na disputa pelo título.

A PARTIDA
Boavista 3x1 Tigres do Brasil - Copa Rio, semifinal (volta) - 13/09/2017

Estádio Elcyr Resende de Mendonça (Saquarema - RJ)
Árbitro: Leonardo Garcia Cavaleiro
Assistentes: Marcio Moreira de Queiroz e Ivan Silva de Araújo

Boavista: Rafael; Thiaguinho Silva, Victor, Anderson Luiz e Júlio Cesar (Vitor Faíska, 36'/2ºT); Willian Maranhão, Júlio Nascimento, Caio (Lucas, intervalo) e Fellype Gabriel (Jean, 15'/2ºT); Felipe Augusto e Leandrão. Técnico: Eduardo Allax.

Tigres do Brasil: Léo; Oliveira, Admilton e Matheus Avelar (Miguel, 18'/2ºT); Ronaldo, Lucas, Giovanni, Bruninho (Rafael Lima, 26'/2ºT) e Wallace; Dudu (Diego Sales, 40'/2ºT) e Raphael Carioca. Técnico: Emanoel Sacramento.

Cartões amarelos: Felipe Augusto, Leandrão, Willian Maranhão e Lucas (BOA); Wallace, Admilton e Dudu (TIG)

Gols: Raphael Carioca, 34'/1ºT (1-0); Felipe Augusto, 45'/1ºT (1-1); Felipe Augusto, 1'/2ºT (2-1); Willian Maranhão, 46'/2ºT (3-1)

Fonte: Redação Futrio

18 de Setembro de 2017

08:04:47

compartilhe

Contador: 000105

imagem

Guilherme Rosa Nutricionista Home Care

imagem

Lemos Construtura

Do Projeto ao acabamento.

imagem

Espaço Psicopedagógico Granjear Xerém

PSICOPEDAGOGA.

imagem

Texturacor Xerém

Um novo conceito.